Cidades

Caiado inicia negociações para instalar Centro de Tratamento de Câncer em Goiás

Postado em: 25-02-2021 às 18h50
O governador, em visita a área doada pela Embrapa, anunciou que a unidade será uma das maiores do país | Foto: Hegon Corrêa

João Gabriel Palhares

Na manhã desta quinta-feira (25/02) o governador Ronaldo Caiado (DEM) anunciou, em visita à um terreno doado pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) a criação de um Centro de Tratamento Contra o Câncer no estado de Goiás. Segundo o governador, a partir de agora, já estará em negociações com o governo federal e parlamentares para a destinação de emendas. 

Em busca de garantir recursos para obra, o governador também estará em negociações com empresários, produtores rurais e a sociedade, para, segundo ele, instalar na área doada um dos maiores Centros de Tratamento Contra o Câncer do país. “Acredito que, nos próximos anos, teremos um local digno para que os pacientes com câncer sejam corretamente tratados”, afirmou Caiado. 

O terreno doado tem 136,4 mil metros quadrados e fica localizado no Residencial Barravento, próximo à capital e à BR-153. Segundo a secretaria de comunicação do governo, a unidade contará com espaços para internação, ambulatório, recuperação, quimioterapia, radioterapia, cirurgia, parte robótica, leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI), e também áreas reservadas para familiares que estão acompanhando pacientes.

Outra vantagem do terreno doado ao Estado, apontou Caiado, é a garantia de preservação do meio ambiente. “Estamos em um platô, que vai preservar tranquilamente a construção, sem provocar nenhuma erosão e assoreamento do córrego que chega até o Meia Ponte”, detalhou o governador, que garantiu também que as obras não causarão nenhum impacto sobre a reserva florestal que existe no local. “Qualquer área inclinada expõe a erosões. E nós trabalhamos sempre com esse sentimento: o que é vertente para uma bacia, nós respeitamos”, ressaltou.

De acordo com Fernando Magela, chefe em exercício da Embrapa Arroz e Feijão, o terreno era utilizado pela empresa para pesquisas voltadas ao segmento agro. Em sua análise, tanto a instituição, como o Ministério da Agricultura e o governo federal, têm um papel importante com a população, especialmente neste momento que o país vive. “A ministra Tereza Cristina [da Agricultura] resolveu doar essa área para providenciar esse hospital tão importante para a sociedade goiana”, comentou.

Os trâmites da doação do terreno estão sendo conduzidos pela Secretaria-Geral da Governadoria (SGG). O secretário Adriano da Rocha Lima, titular da pasta, explica que a ação vai garantir a construção do maior complexo hospitalar para tratamento de câncer da América Latina, onde milhares de goianos serão assistidos. "Demos o primeiro passo para garantir atendimento e tratamento médico-hospitalar de qualidade para toda população. Crianças, mulheres, idosos e pacientes em geral poderão contar com um espaço humanizado e adequado com os melhores padrões internacionais na área da saúde”.

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja pesquisar